Lista de Convidados

4 Dicas para fazer a Lista de Convidados de Casamento

4 Dicas para fazer a Lista de Convidados de Casamento

Um casamento é algo tão especial que, se a gente pudesse, convidaria o mundo inteiro para testemunhar nossa alegria, não é mesmo? Mas as igrejas têm capacidade limitada, os buffets para a recepção costumam cobrar por pessoa e cada lembrancinha e convite custa dinheiro. Então é necessário limitar a lista de convidados do casamento.

No início, sempre há aquelas pessoas que não podemos deixar de convidar para o casamento: pais, irmãos e amigos próximos, por exemplo. No entanto, também tem o pessoal que a gente corta da lista “sem dó”: o colega de trabalho que tem pouca intimidade, aquele tio do interior que provavelmente não vem e por aí vai. 

A dúvida, nesse caso, é quando passar a régua, bater o martelo e fechar de uma vez por todas a lista de convidados do casamento — sem espaço para primos pedindo para levar a nova namorada ou algo do tipo. Afinal, isso é essencial para acertar detalhes como o buffet, lembrancinhas e, também, para começar a enviar os convites de casamento.

Confira abaixo, 4 dicas que separamos para ajudar vocês a fazer a lista de convidados do seu casamento! 

1. Saibam que a lista de convidados do casamento pode ser modificada 

A nossa primeira dica é justamente não se estressar com a lista de convidados do casamento. Como vocês têm muitos amigos, familiares e colegas, é normal que a lista seja alterada no processo e alguns nomes sejam cortados ou adicionados. 

Para facilitar esse processo, o cerimonialista Roberto Cohen deu uma dica ótima no canal da FestaLab: organize a lista por “grupos” — família do noivo, família da noiva, amigos da faculdade, colegas do clube ou do trabalho, etc. Fazendo essas divisões, fica bem mais fácil encontrar os nomes específicos e  edições na lista de casamento.

2. Organizem-se para facilitar a escolha dos convidados do casamento

Segundo o cerimonialista Roberto Alves, a lista de convidados é uma das primeiras coisas que vocês devem fazer quando começarem a organizar o casamento. Afinal, a reserva do espaço e várias outras questões importantes dependem disso. Para isso, nossos especialistas têm mais algumas dicas:

  • Convites de casamento para os pais: é normal que seus pais queiram chamar amigos e colegas para esse momento especial, mas, se vocês estão bancando a festa e não eles, também é normal limitar o número de convidados para cada pai.
  • Adotem critérios igualitários: se os pais de um noivo poderão convidar 30 pessoas para o casamento, é de bom tom que o outro lado também tenha 30 convites; a não ser que uma família realmente seja muito maior do que a outra e ambos concordem.
  • Organizem todas as informações: o melhor método é criar uma planilha no Excel ou no Google Drive com todos os nomes, especificando de qual grupo são, junto dos dados de contato daquela pessoa; assim, será muito mais fácil enviar os convites de casamento e organizar as confirmações. 
  • Prefiram cortar grupos inteiros: isso é bem mais prático do que ficar escolhendo nomes específicos em cada grupo; além disso, evita que vocês fiquem receosos de falar sobre a festa na frente de pessoas que foram cortadas da lista de convidados do casamento.

Quanto aos grupos cortados, Cohen sugere que vocês façam outras celebrações com eles: um bolo e bem-casados no escritório para os colegas de trabalho, ou um churrasco em casa para o pessoal do futebol, por exemplo.

3. Tenham certeza na hora de fechar a lista de convidados do casamento

Chegar a uma lista de convidados definitiva para o casamento vai demandar trabalho, mas não precisa ser um bicho de sete cabeças. Vocês terão que fazer algumas concessões, seus pais também e, com muita conversa, todos chegarão a um denominador comum.

Mas o ponto mais importante desse artigo é: uma hora, a lista precisa ser fechada e ninguém mais tira ou coloca nomes. Esse momento, geralmente, deve ocorrer de 8 a 6 meses antes do grande dia, para que vocês possam mandar produzir os convites do casamento. 

Depois disso, procurem não pensar mais na sua lista de convidados do casamento ou se lamentar por esse ou aquele detalhe. A lista foi fechada, os convites estão sendo produzidos e chorar “pelo leite derramado” só vai causar estresses desnecessários. 

Fechar a lista com antecedência é importante para produzir os convites a tempo (Fonte: Unsplash)
Fechar a lista com antecedência é importante para ter tempo suficiente para produzir os convites (Fonte: Unsplash)

4. Não se esqueçam de utilizar a confirmação de presença (RSVP)

Claro que “fechar a lista” não quer dizer que todos os selecionados vão estar presentes no dia. Por isso, existe a confirmação de presença ou RSVP. Com o envio dos convites de casamento, cerca de 2 meses antes da cerimônia, vocês estabelecem uma data-limite para as pessoas confirmarem se vão comparecer ou não e fornecem um contato (site de casamento, e-mail ou telefone) para isso. 

A data recomendada para o RSVP é entre 1 mês e 3 semanas antes do casamento — permitindo um último acerto com o buffet, por exemplo. Considerando isso, também é importante ligar para as pessoas que esqueceram de responder ao RSVP, evitando imprevistos.

Claro que incidentes podem acontecer e algumas pessoas que confirmaram vão deixar de ir por algum motivo de última hora. Porém, seguindo as dicas que nós trouxemos neste artigo, vocês vão ter muito mais tranquilidade para lidar com sua lista de convidados do casamento. Isso é um alívio e tanto, considerando que a lista pode ser o “calcanhar de Aquiles” dos casamentos, segundo Alves. 

Fontes: Brides, FestaLab.