Planejar Casamento

3 dicas para escolher a data do casamento

3 dicas para escolher a data do casamento

Durante muito tempo, maio era o mês mais procurado para as cerimônias e as festas de casamento no Brasil. Porém, essa tradição foi importada dos países do Hemisfério Norte, onde é primavera. 

Já, no Brasil, tudo é diferente. Em maio, estamos no meio do outono. Nos estados mais ao sul, as temperaturas começam a cair. Nas regiões tropicais do país, as chuvas mais intensas dos meses de março e abril começam a dar uma trégua. 

Por isso, a época ideal para se fazer um casamento deve levar em conta uma série de fatores, além da tradição. Confiram três dicas essenciais para que vocês escolham a melhor data para o casamento de vocês.

1. Fujam das chuvas e das temperaturas muito intensas ao marcar o casamento

Antes de marcar a data do casamento, investiguem o clima. (Fonte: Shutterstock)
Antes de marcar a data do casamento, investiguem o clima. (Fonte: Shutterstock)

Cada região do país tem a sua particularidade em relação ao clima. E, embora as estações do ano do Brasil não sejam tão definidas e previsíveis, o ideal é marcar o casamento em uma época mais seca, com pouca chuva e com temperaturas mais amenas para evitar imprevistos — principalmente se o plano é realizar o casamento ao ar livre.

Na Região Sudeste, por exemplo, os meses de janeiro a março podem ser de muita chuva. Já no Nordeste, como já foi dito, as chuvas se intensificam entre os meses de março e abril. Na Região Sul, pode ser interessante evitar marcar o casamento nos meses de julho e agosto, por causa do frio intenso.

2. Analisem as datas comemorativas do mês escolhido para o casamento

Procurem uma data que facilite a vinda de amigos e familiares que moram longe. (Fonte: Shutterstock)
Procurem uma data que facilite a vinda de amigos e familiares que moram longe. (Fonte: Shutterstock)

Alguns feriados podem atrapalhar a realização do casamento, principalmente se o casal está aguardando a presença de convidados que moram em outras cidades. 

Enquanto feriados prolongados podem facilitar a presença dos amigos e familiares de longe, por proporcionar mais tempo para que estes se desloquem, datas como o Natal e o carnaval podem causar o efeito contrário, caso os seus convidados já tenham viagens ou compromissos marcados. 

Para evitar esse tipo de problema, lembrem-se de enviar os convites do casamento com bastante antecedência, para que todos possam se programar com tranquilidade. E, se possível, escolha a data do casamento em um mês com menos compromissos sociais.

3. Fiquem de olho nos meses menos procurados para casar

A escolha por meses menos concorridos pode ajudar a economizar. (Fonte: Shutterstock)
A escolha por meses menos concorridos pode ajudar a economizar. (Fonte: Shutterstock)

Se o orçamento é pequeno, o ideal é evitar marcar o casamento nos meses de setembro a dezembro. Devido à alta procura por esses meses, os preços de locação de espaços e de serviços como buffet, fotografia e decoração costumam ser mais altos. Sem falar nos pacotes de viagem para a Lua de Mel.

Além disso, sem um bom planejamento, tentar marcar o seu casamento nos meses de maior procura pode ser sinônimo de estresse. Se o sonho de vocês é casar em setembro, por exemplo, organizem-se com  antecedência para que esse desejo possa se tornar realidade. 

Fontes: IBGE, Exame, FestaLab.

Posts relacionados